Petição tenta impedir a entrada de Julien Blanc no Brasil

Petição quer proibir entrada no Brasil de americano que ensina técnicas violentas para “pegar mulher”. Julien Blanc já foi deportado da Austrália por usar métodos que incluem abusos físicos e emocionais ao tentar “conquistar” mulheres.

VIA | Pragmatismo Político

images

(Julien Blanc palestrando sobre como “conquistar” mulheres” – Reprodução/Internet)

Uma petição pública criada na internet (para assinar, clique aqui) e direcionada à delegacia de imigração nacional pede o impedimento da entrada do norte-americano Julien Blanc no Brasil. Conhecido por ensinar a “pegar mulher”, Blanc tem palestras marcadas para o início de 2015 no Rio de Janeiro e em Florianópolis.

Nas conferências, ele ensina aos homens técnicas que incluem abusos físicos e emocionais para conquistar as mulheres.

“Se você é um homem branco, pode fazer o que quiser”, comenta na gravação de um seminário [vídeo abaixo] sobre como se relacionar com asiáticas. “Faça traquinagens pelas ruas agarrando as garotas. Cabeça no pênis. Todo estrangeiro branco faz isso”.

Deportado da Austrália

O americano foi deportado da Austrália nesta semana depois de uma petição criada na internet pela ativista Jennifer Li, que teve mais de 46 mil assinaturas. Outra ação está sendo movida no Reino Unido.

A ativista, além de conseguir tirá-lo do país, também entrou em contato com hotéis que receberiam o homem para seus seminários pedindo o cancelamento das reservas para o evento.

Até o fechamento deste texto, mais de 136 mil pessoas já assinaram a petição que pede a entrada do palestrante no Brasil, hospedada no site Avaaz.

Vídeo de seminário de Julien Blanc:

“Julien Blanc e seu grupo são sexistas e racistas que ganham a vida ensinando homens como violar mulheres por meio do abuso físico e emocional”, escreveu Li.

A ativista, além de conseguir tirá-lo do país, também entrou em contato com hotéis que receberiam o homem para seus seminários pedindo o cancelamento das reservas para o evento.

Até o fechamento deste texto, mais de 136 mil pessoas já assinaram a petição que pede a entrada do palestrante no Brasil, hospedada no site Avaaz.

Vídeo de seminário de Julien Blanc:

Anúncios

Sobre grupodiversidadepotiguar

O Grupo Diversidade Potiguar não pretende ser mais uma ONG, mas sim um grupo de amigos que pretende promover ações assertivas no combate às diversas formas de discriminações e preconceitos que atrasam a nossa sociedade (LGBTfobia, Machismo, racismo, xenofobismo, detre outras). O "Grupo Diversidade Potiguar" é de natureza política e de direito social; sem finalidades lucrativas e destituída de toda natureza ideológica-político-partidária ou religiosa,
Esse post foi publicado em MACHISMO, mulher, VIOLÊNCIA e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s